Saúde mental na Segurança Pública frente à pandemia: uma revisão narrativa

Conteúdo do artigo principal

Liliana Andolpho Magalhães Guimarães
João Massuda Junior
https://orcid.org/0000-0003-0523-6285
Fernando Faleiros de Oliveira
https://orcid.org/0000-0002-3953-6393

Resumo

O trabalho teve por objetivo identificar a extensão dos problemas de saúde física e mental, tais como os riscos de sofrer acidentes e violências no exercício das atividades policiais, o estresse desencadeado pelo desempenho das tarefas, geralmente carentes das condições adequadas em diferentes níveis para o seu cumprimento, em tempos de pandemia. O estudo foi conduzido por meio de uma pesquisa qualitativa em que se realizou uma revisão narrativa sobre o tema. Foram observadas que a alta carga de demandas organizacionais e operacionais na rotina de trabalho policial, somada à escassez de recursos para que estes possam enfrentar os desafios de sua profissão, tem sido frequentemente associada ao adoecimento físico e/ou mental deste grupo ocupacional. Assim, se faz importante a informação e a formação continuada para gestores e servidores, sobre a questão da Saúde Mental, caracterizando para cada corporação ligada à segurança pública, seus fatores de risco e proteção gerais e específicos, nos níveis micro (indivíduo) e meso (instituição), permitindo seu adequado reconhecimento, e enfrentamento, favorecendo a possibilidade de trabalhos eficientes de promoção, prevenção e intervenção baseados em evidências científicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
GUIMARÃES, L. A. M.; MASSUDA JUNIOR, J.; OLIVEIRA, F. F. de. Saúde mental na Segurança Pública frente à pandemia: uma revisão narrativa. Revista Brasileira de Ciências Policiais, Brasília, Brasil, v. 14, n. 12, p. 365–389, 2023. DOI: 10.31412/rbcp.v14i12.1025. Disponível em: https://periodicos.pf.gov.br/index.php/RBCP/article/view/1025. Acesso em: 29 fev. 2024.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Liliana Andolpho Magalhães Guimarães, Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande-MS, Brasil / Professora Titular

Graduada em Psicologia, especialista em Psicologia Hospitalar e em Administração Hospitalar, mestre em Psicologia da Saúde, Doutora em Saúde Mental pela Universidade Estadual de Campinas-UNICAMP, Pós-doutora em Saúde Mental pela UNICAMP- FCM/DPMP (1994) e em Medicina do Estresse pelo Instituto Karolinska, Estolcomo, Suécia. Docente do Departamento de Psicologia Médica e Psiquiatria da Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP de 1982 a 2003 quando se aposentou por tempo de serviço, sendo contemplada com o prêmio de Reconhecimento pela Excelência dos serviços prestados à Universidade Pública- UNICAMP. De 1996 a 2002, foi professora-orientadora do Curso de Mestrado em Psicologia da Universidade Católica Dom Bosco- UCDB. De 2003 a 2009 atuou como Professora do Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Católica Dom Bosco-UCDB/MS, retornando em 2011 na mesma função e a partir de 2012, participando também do curso de Doutorado e pós-doutorado da instituição. Ainda, de 2006 a 2010, participou como pesquisadora e professora convidada da New South Wales University, Austrália. É professora orientadora convidada do curso de pós graduação Mestrado e Doutorado em Psicologia, área de concentração Saúde e Qualidade de Vida, da Universidade de Guadalajara, México. É líder do grupo de pesquisa "Laboratório de Saúde Mental e Qualidade de Vida no Trabalho" da UCDB/CNPq e pesquisadora do SAMPO-Setor de Psicologia do Trabalho e Psiquiatria Ocupacional do Instituto de Psiquiatria- IPq da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo-USP. Bolsista Produtividade em Pesquisa do CNPq de 1998 a 2012. Membro da Diretoria da Associação Brasileira de Psicologia Organizacional e do Trabalho- SBPOT, gestão 2012-2014. Atual coordenadora do grupo de trabalho Psicossociologia do Trabalho junto a ANPEPP. Membro de associações de classe nacionais e internacionais. Membro da SBPOT e da RIPOT. Desenvolve projetos com apoio do CNPq, CAPES e FUNDECT. Organizadora e/ou autora/co-autora de 130 capítulos de livros; autora/co-autora de 65 artigos nacionais e internacionais. Parecerista de revistas internacionais e nacionais e consultora de órgãos de fomento à pesquisa. Fundadora e diretora do Ambulatório de Saúde Mental e Qualidade de Vida do trabalhador da UCDB/MS. Coordenadora do Curso de Psicologia da Saúde Ocupacional junto ao SAMPO- IPq/Hospital de Clínicas do Instituto de Psiquiatria da USP/SP.

João Massuda Junior, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul, Campo Grande-MS, Brasil / Professor

Graduado em Administração pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Especialista em Administração da Informação como Inteligência Competitiva pela Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal (UNIDERP), Mestre em Administração pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e Doutor em Psicologia pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Atua como professor no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul e membro do grupo de pesquisa "Laboratório de Saúde Mental e Qualidade de Vida no Trabalho" da UCDB.

Fernando Faleiros de Oliveira, Universidade Federal Fluminense, Volta Redonda-RJ, Brasil / Professor

Licenciatura Plena (2001), Formação de Psicólogo (2002), Mestrado (2007) e Doutorado (2021) em Psicologia pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB/MS/BR), e também, Especialista em Formação Docente para o Ensino Superior (2010) pela UNIDERP (MS/BR). Atuou em empresas e Universidades como SICREDI, Mercedes-Benz, Embrapa, Uniderp e Unigran Capital com Gestão Estratégica de RH, Programa de Clima Organizacional e Qualidade de Vida no Trabalho, Saúde do Trabalhador, Avaliação de Projetos de Pesquisa, Avaliação de Desempenho, Gestão de Cursos e Instituições de Ensino Superior. É Professor no Ensino Superior desde 2005 e membro do grupo de pesquisa "Laboratório de Saúde Mental e Qualidade de Vida no Trabalho" (LSMQVT/UCDB/CNPq) desde 2007. Professor Convidado do Instituto de Psiquiatria da USP (IPq - HCFMUSP), Parecerista de Revistas Científicas nacionais e internacionais, e Avaliador ad hoc do INEP/MEC. Atua e pesquisa nos campos de Psicologia Organizacional e do Trabalho, Saúde Mental e Trabalho, Psicologia da Saúde Ocupacional, Psicossociologia do Trabalho e Psicologia ciência e profissão. Atualmente é Professor Adjunto do Departamento de Psicologia - Instituto de Ciências Humanas e Sociais - da Universidade Federal Fluminense em Volta Redonda/RJ.

Referências

ÂNGELO, R. P. Psicologia da saúde ocupacional em organizações de emergência. In: CHAMBEL, M. J. (coordenadora). Psicologia da saúde ocupacional. Lisboa: Pactor, 2016, p. 113-134.

ALMEIDA, N. F.; CHAVES, A. B. P. Estresse policial: uma revisão integrativa sobre o estresse ocupacional em policiais. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v.6, n. 7, 52693-52706, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.34117/bjdv6n7-788. Acesso em: 06 jun. 2021.

BACK, C. M. Acompanhamento psicológico preventivo para agentes de segurança pública. Revista Brasileira de Segurança Pública, 15(1), 208–225, 2021. https://doi.org/10.31060/rbsp.2021.v15.n1.1147

BARBOSA, L. M., & MENEZES, C. N. B. A importância do apoio psicológico na saúde mental dos policiais militares de Fortaleza. Psicologia Argumento, 35(89), 2017. https://doi.org/10.7213/psicolargum.35.89.AO01

BERNARDO, W. M., NOBRE, M. R.C.; JATENE, F. B. A prática clínica baseada em evidências. Parte II: buscando as evidências em fontes de informação. Rev Assoc Med Bras. 2004; 50(1):1-9

BRAMMER, J. C. et al. Breathing Biofeedback for police officers in a stressful virtual environment: challenges and opportunities. Frontiers in Psychology, v12, 1-9, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.3389/fpsyg.2021.586553. Acesso em: 06 jun. 2021.

COSTA, F. G. et al. Qualidade de vida, condições de saúde e estilo de vida de policiais civis. Revista Gaúcha de Enfermagem, Porto Alegre, v. 41, e. 20190124, 1-9, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2020.20190124. Acesso em: 06 jun. 2021.

FUTINO, Regina Silva; DELDUQUE, Maria Célia. Saúde mental no trabalho de segurança pública: estudos, abordagens e tendências da produção de conhecimento sobre o tema. Cadernos Ibero-Americanos de Direito Sanitário, Brasília, v. 9, n. 2, p. 116-134, abr./jun. 2020.

FERREIRA, M. O.; SILVA, E.; DUTRA, F. C. M. Avaliação dos fatores psicossociais, saúde mental e capacidade para o trabalho em policiais militares de Uberaba/MG. Revista Psicologia: Saúde Mental e Segurança Pública, Belo Horizonte, v. 6, 133-151, 2017. Disponível em: https://revista.policiamilitar.mg.gov.br/index.php/psicologia/article/view/98. Acesso em: 06 jun. 2021.

GRUPE, D. W. et al. Mindfulness training reduces PTSD symptoms and improves stress-related health outcomes in police officers. Journal of police and criminal psychology, v. 36, 72-85, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s11896-019-09351-4. Acesso em: 06 jun. 2021.

GUIMARÃES. L. A. M. et al. Avaliação das habilidades sociais, locus de controle e assertividade em policiais rodoviários federais no município de Campo Grande/MS/Brasil. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 6, n. 11, 84326-84338, 2020. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BRJD/article/view/19249. Acesso em: 06 jun. 2021.

GUIMARÃES, L. A. M.; LAUDELINO NETO, A.; MASSUDA JUNIOR, J. Intervenção integrada em saúde mental do trabalhador em uma corporação policial de Campo Grande (MS). Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, São Paulo, v. 45, e. 8, 1-8, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/2317-6369000018618. Acesso em: 06 jun. 2021.

HABERSAAT, S. A. et al. Health in police officers: role of risk factor clusters and police divisions. Social Science and medicine, v. 143, 213-222, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.socscimed.2015.08.043. Acesso em: 06 jun. 2021.

HOFER, M. S.; SAVELL, S. M. There was no plan in place to get us help: strategies for improving mental health service utilization among law enforcement. Journal of police and criminal psychology, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s11896-021-09451-0. Acesso em: 06 jun. 2021.

HUDDLESTON L; STEPHENS C. P. An evaluation of traumatic and organizational experiences on the psychological health of New Zealand police recruits, Work, v.28, n.3, p.199-207, 2007

LAUDELINO NETO, A. et al. Comportamento Suicida no Contexto Policial. In: FRANCO, A. A. (org.). Pessoas, Trabalho e Organizações. Ituiutaba: Barlavento, 2017 (pp 52-63). Disponível em: https://asebabaolorigbin.files.wordpress.com/2017/09/e-book-alessandra.pdf

LOTTA, G, SOBRAL, I; CORRÊA, M. ALCADIPANI, R; BUENO, S. Profissionais de segurança pública, Nota técnica, 2020.

MARINHO, M. T. et al. Fatores geradores de estresse em policiais militares: revisão sistemática. Revista família, ciclos de vida e saúde no contexto social, v. 6, n. 2, 637-648, 2018. Disponível em: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/refacs/article/view/3132. Acesso em: 06 jun. 2021.

MARSHALL, R. E. et al. Mental health screening amongst police officers: factors associated with under-reporting of symptoms. BMC Psychiatry, v. 21, n. 135, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1186/s12888-021-03125-1. Acesso em: 06 jun. 2021.

MINAYO, M C S, ADORNO, S. Risco e (in)segurança na missão policial. Ciência & Saúde coletiva, v. 18, n., p.585-593, 2013.

MINAYO, M. C. S.; ASSIS, S. G.; OLIVEIRA, R. V. C. Impacto das atividades profissionais na saúde física e mental de policiais civis e militares do Rio de Janeiro (RJ, Brasil). Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 16, n. 4, 2199-2209, 2011. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-81232011000400019. Acesso em: 06 jun. 2021.

MIRANDA, D.; MENEZES, L.; NUNES, P. As percepções do comportamento suicida na polícia militar do estado da Bahia. Revista Brasileira de Psicologia, Salvador, v. 4, n. 01, 62-65, 2017. Disponível em: http://ippesbrasil.com.br/wp-content/uploads/2020/06/Artigo-1-Salvador-Revista-Brasileira-de-Psicologia-2017.pdf. Acesso em: 06 jun. 2021.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Saúde mental e considerações psicossociais durante o surto de COVID-19, 18 de março de 2020. Organização Mundial da Saúde. Disponível em: https://apps.who.int/iris/handle/10665/331490 . Acesso em 25 jun 2021

ORGANIZAÇÃO PANAMERICANA DA SAÚDE- OPAS. Considerações psicossociais e de saúde mental durante o surto de COVID-19. 18 mar 2020. Disponível em:

https://iris.paho.org/bitstream/handle/10665.2/51996/OPASBRACOVID1920040_por.pdfAcesso em 25 jun 2021

PELEGRINI, A. et al. Percepção das condições de trabalho e estresse ocupacional em policiais civis e militares de unidades de operações especiais. Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional, São Carlos, v. 26, n. 2, 423-430, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoAO1160. Acesso em: 06 jun. 2021.

PEREIRA, G. K.; MADRUGA, A. B.; KAWAHALA, E. Suicídios em uma organização policial-militar do sul do Brasil. Cadernos Saúde Coletiva, v. 28, n. 4, 500-509, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1414-462X202028040562. Acesso em: 06 jun. 2021.

PORTAL DA SEGURANÇA PÚBLICA. Saúde mental na segurança pública: como é o apoio psicológico aos profissionais. Disponível em: https://segpublica.com.br/saude-mental-na-seguranca-publica-como-e-o-apoio-psicologico-aos-profissionais. Acesso em 25 jun 2021

RICCIARDELLI, R. et al. I’m not sick! Are you? Groupthink in police services as a barrier to collecting mental health data. International Journal of Police Science and Management, 1-14, 2021. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/14613557211008473. Acesso em: 06 jun. 2021.

SANTOS, R. O. B.; HAUER, R. D.; FURTADO, T. M. G. O sofrimento psíquico de policiais militares em decorrência de sua profissão: revisão de literatura. Revista Saúde & Gestão, Curitiba, v. 20, n. 2, 14-27, 2019. Disponível em: http://www.herrero.com.br/files/revista/file5dfa2537646329c3af309b8cb4672fc0.pdf. Acesso em: 06 jun. 2021.

SHERWOOD, L. et al. Identifying the key risk factors for adverse psychological outcomes among police officers: a systematic literature review. Journal of Traumatic Stress, Boston, v. 32, n. 5, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1002/jts.22431. Acesso em: 06 jun. 2021.

SILVA, C. R. S; GRANDIN, F.; CAESAR, G.; REIS, T. Número de policiais mortos com Covid-19 é mais que o dobro dos que foram assassinados nas ruas em 2020. 23 abr 2020. Disponível em: https://g1.globo.com/monitor-da-violencia/noticia/2021/04/23/numero-de-policiais-mortos-com-covid-19-e-mais-que-o-dobro-do-de-assassinados-nas-ruas-em-2020.ghtml. Acesso em: 25/06/2021

SILVA, M. A.; BUENO, H. P. V. O suicídio entre policiais militares na polícia militar do Paraná: esforços para prevenção. Revista de Ciências Policiais da APMG, São José dos Pinhais, v. 1, n. 1, 5-23, 2017. Disponível em: http://www.apmg.pr.gov.br/sites/apmg/arquivos_restritos/files/documento/2020-01/01_o_suicidio_entre_policiais_militares_na_policia_militar_do_parana.pdf. Acesso em: 06 jun. 2021.

SILVA, M. O.; BOTELHO, T. A.; DANTAS, V. C. C.; ROCHA, R. V. S.; BRAMBILLA, B. B. A construção do vínculo no atendimento psicológico on-line de agentes de segurança pública e seus familiares no contexto pandêmico. EmRede – Revista de Educação a Distância, 8(1), 1-18, 2021. Recuperado de https://www.aunirede.org.br/revista/index.php/emrede/article/view/689

SOUTTO MAYOR, A. Segurança pública em tempos pandêmicos: estresse e reinvenções. Revista Campo Minado, n. 2, Niterói, páginas 4-6, 2º sem. 2021. https://periodicos.uff.br/campominado/article/view/52571/30628

SOUZA, E.R., MINAYO, M.C.S. Policial, risco como profissão: morbimortalidade vinculada ao trabalho. Ciência & Saúde Coletiva, v.10, p.917-928.

TAVARES, J. P. et al. Rede de correlações entre qualidade de vida, resiliência e desequilíbrio esforço-recompensa em policiais militares. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 26, n. 5, 1931-1940, 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/p5h7LT9TMcppSCb6ghn9PWx/?format=html. Acesso em: 06 jun. 2021.

VAN HASSELT, V. B. et al. Peers as law enforcement support (PALS): an early prevention program. Aggression and Violent Behavior, v. 48, 1-5, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.avb.2019.05.004. Acesso em: 06 jun. 2021.

WOLTER, C. et al. Job demands, job resources, and well-being in police officers: a resource-oriented approach. Journal of police and criminal psychology, v. 34, 45-54, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s11896-018-9265-1. Acesso em: 06 jun. 2021.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Healthy workplaces: a model for action: for employers, workers, policymakers, and practitioners. Geneva: WHO, 2010. Disponível em: http://www.who.int/occupational_health/publications/healthy_workplaces_model.pdf. Acesso em: 06 jun. 2021