Agricultura Criminal: um estudo exploratório

Mara Luiza Gonçalves Freitas

Resumo


O submundo da agricultura existe. Neste artigo, discutem-se as infrações penais no contexto agrícola, doravante denominado na literatura por Barclay (2001) como Agricultura Criminal. De caráter exploratório, o estudo discute indicadores afeitos ao problema do crime rural, concentrando seu olhar na questão do narcotráfico que empresta sua complexa dinâmica para viabilizar a construção conceitual da Cadeia Produtiva Agrocriminal (AGROCRIM). O primeiro modelo estático da AGROCRIM é detalhado ao longo do texto, através da aplicações de conceitos de governança de cadeias produtivas agroindustriais, com forte poder explicativo necessário à compreensão de inúmeras outras cadeias de crimes organizadas horizontalmente que se integram verticalmente ao narcotráfico, graças ao sofisticado sistema de governança realizado pelas organizações criminosas. Introduz-se no texto os conceitos de crimes-fim e crimes-meio, classificados em diretos e indiretos, necessários para a proposição dinâmica do modelo da AGROCRIM, que se remete à estrutura do DNA, cujo objetivo é reforçar a complexidade e coesão da governança. O trabalho ainda avança ao apresentar um estudo bibliométrico relacionado à Agricultura Criminal.


Palavras-chave


Agricultura criminal, crime rural, cadeia produtiva agrocriminal, forças de segurança, narcotráfico, finanças públicas

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

AZEVEDO, R. (23 de Fevereiro de 2017). PCC usa tática da Al Qaeda na Espanha. Veja/Blog Reinaldo Azevedo. São Paulo, São Paulo, Brasil. Acesso em 20 de julho de 2019, disponível em https://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/pcc-usa-tatica-da-al-qaeda-na-espanha/

BARCLAY, E. (2001). A Review of the literature on Agriculture Crime (Agosto 2001 ed., Vol. 92). (I. f. England, Ed.) Armidale, New England, Austrália: Criminology Research Council. Acesso em 11 de Julho de 2019, disponível em http://www.criminologyresearchcouncil.gov.au/reports/barclay.pdf

BRASIL247. (30 de Agosto de 2011). Máfia japonesa, Yakuza se alia a PCC em São Paulo. Brasil 247. São Paulo, São Paulo, Brasil. Acesso em 20 de julho de 2019, disponível em https://www.brasil247.com/brasil/mafia-japonesa-yakuza-se-alia-a-pcc-em-sao-paulo

CARVALHO, S. F. (20 de abril de 2016). Consumidor deve ficar atento com fraudes em alimentos de origem animal. Suinocultura Industrial. São Paulo, São Paulo, Brasil. Acesso em 20 de julho de 2019, disponível em https://www.suinoculturaindustrial.com.br/imprensa/consumidor-deve-ficar-atento-com-fraudes-em-alimentos-de-origem-animal/20160308-172004-u253

CEPI, M.; BORBA, P. (julho/dezembro de 2011). Crime Organizado, Estado e Segurança Internacional. Contexto Internacional, 33, pp. 375-405. doi:http://dx.doi.org/10.1590/S0102-85292011000200005.

COLOMBO, S. (06 de junho de 2019). Viúva diz que filmes não mostram como era conviver com Pablo Escobar. (F. d. Paulo, Ed.) Jornal Folha de São Paulo. Acesso em 18 de Julho de 2019, disponível em https://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2019/06/viuva-diz-que-filmes-nao-mostram-como-era-conviver-com-pablo-escobar.shtml

COPS. (2019). Law Enforcement Officers Shot in the Line of Duty: 2018 Year-End Summary. (O. o. Services., Ed.) Washington, Estados Unidos.

CORRÊA, H. (16 de janeiro de 2017). Traficantes cariocas recrutam e armam crianças cada vez mais novas para o crime. Época Negócios. São Paulo, São Paulo, Brasil. Acesso em 20 de julho de 2019, disponível em https://epoca.globo.com/brasil/noticia/2017/01/traficantes-cariocas-recrutam-e-armam-criancas-cada-vez-mais-novas-para-o-crime.html

EXAME. (21 de junho de 2018). De economia à saúde, combate e tratamento à dependência química atinge nível de preocupação global. Exame. São Paulo, São Paulo, Brasil. Acesso em 20 de julho de 2019, disponível em https://exame.abril.com.br/negocios/dino/de-economia-a-saude-combate-e-tratamento-a-dependencia-quimica-atinge-nivel-de-preocupacao-global/

FERREIRA, G. V. (3 de Fevereiro de 2008). Teoria do Crime em síntese. Revista Jus Navigandi(1677), 01. Acesso em 15 de julho de 2019, disponível em Disponível em: https://jus.com.br/artigos/10913

FREITAS, M. L. (07 de Junho de 2010). Agricultura e Narcotráfico. (C. Agropecuário, Ed.) Jornal O Estado de Minas, 1. Fonte: https://pt.slideshare.net/maraluizagfreitas/agricultura-e-o-narcotrfico

GALLIER, T. D. (17 de junho de 2019). Passei oito meses trabalhando para um cartel mexicano de drogas. UOL. São Paulo, São Paulo, Brasil. Acesso em 20 de julho de 2019, disponível em https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/2019/06/17/trabalho-cartel-mexicano-drogas.htm

GFI. (2017). Transnational Crime and the Developing World (Vol. 1). Washington, DC, Washington, Estados Unidos: Global Financial Integrity. Acesso em 11 de julho de 2017, disponível em https://secureservercdn.net/45.40.149.159/34n.8bd.myftpupload.com/wp-content/uploads/2017/03/Transnational_Crime-final.pdf?time=1562760146

GLOBO, O. (2017). O Globo. Fonte: Jornal O Globo: https://oglobo.globo.com/mundo/cinco-fatos-marcantes-sobre-pablo-escobar-16431739

IEP/IPSA. (2016). The World Internal Security and Police Index. Sydey, NSW, Austrália. Acesso em 21 de Julho de 2019, disponível em http://www.ipsa-police.org/Images/uploaded/Pdf%20file/WISPI%20Report.pdf

KAWAGUTI, L. (04 de setembro de 2017). Criminosos sérvios e membros do PCC levavam toneladas de cocaína para a Europa. (U. Notícias, Ed.) São Paulo, São Paulo, Brasil. Acesso em Julho 20 de 2019, disponível em https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/09/04/criminosos-servios-e-membros-do-pcc-levavam-toneladas-de-cocaina-para-a-europa.htm

LIMA, R. C. (Julho/Dezembro de 1986). Bibliometria: analise quantitativa da literatura como instrumento de administração em sistemas de informação. Ciência da Informação, 2(15), pp. 127-133. Fonte: revista.ibict.br/ciinf/article/download/233/233

MALLORY, S. (2007). Understading Organized Crime (Vol. 1). Mississauga, Ontário, Canadá: Jones and Ballet Publishers.

MARCOS, A. (18 de março de 2016). Bronx: uma entrada para o inferno movida a crack no centro de Bogotá. El País. Bogotá, Colômbia. Fonte: https://brasil.elpais.com/brasil/2016/06/03/internacional/1464965893_571477.html

MARQUES, M., & PULJIZ, M. (19 de Junho de 2019). Auditor do TCU que cultivava maconha em cobertura de luxo é preso por tráfico no DF. (G1-DF, Ed.) Brasília, Distrito Federal, Brasil. Acesso em 20 de Julho de 2019, disponível em https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2019/06/19/auditor-do-tcu-que-cultivava-pes-de-maconha-em-cobertura-de-luxo-e-preso-por-trafico-de-drogas-no-df.ghtml

PAÍS, E. (09 de agosto de 2014). O PCC hoje é uma pré-máfia. El País. São Paulo, São Paulo, Brasil. Acesso em 20 de julho de 2019, disponível em https://brasil.elpais.com/brasil/2014/08/07/politica/1407421840_758721.html

PAOLI, L. (2014). The Oxford Handbook of Organized Crime (978-0-19-973044-5 ed., Vol. 1). Nova Iorque, Nova Iorque, Brasil: Oxford University Press.

PAULO, F. D. (29 de Janeiro de 2002). Segurança em debate. Jornal Folha de São Paulo. São Paulo, São Paulo, Brasil. Acesso em 21 de julho de 2019, disponível em https://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff2901200208.htm

PONTES, J., & ANSELMO, M. A. (2019). CRIME.GOV - Quando corrupção e governo se misturam (Vol. 1). Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil: Objetiva.

PRAZERES, L. (04 de janeiro de 2017). Facção que comanda tráfico no Norte tem "conexões estreitas" com as Farc, diz MPF. UOL . Brasília, Distrito Federal, Brasil. Acesso em 20 de julho de 2019, disponível em https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/01/04/fdn-tinha-conexoes-estreitas-com-as-farc-diz-mpf.htm

R7, P. (10 de Agosto de 2014). Leite com soda cáustica e açaí com papel higiênico; relembre os casos de alimentos adulterados. São Paulo, São Paulo, Brasil. Acesso em 20 de Julho de 2019, disponível em https://noticias.r7.com/cidades/fotos/leite-com-soda-caustica-e-acai-com-papel-higienico-relembre-os-casos-de-alimentos-adulterados-10082014#!/foto/1

ROSSI, C. (09 de abril de 1998). Máfia russa usa o Brasil para o tráfico de drogas. Folha de São Paulo. São Paulo, São Paulo, Brasil. Acesso em 20 de julho de 2019, disponível em https://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff09049828.htm

SPUTINIK. (19 de Julho de 2019). Em que resultaria a aliança entre PCC e a maior organização criminosa do mundo? Sputinik Brasil. São Paulo, São Paulo, Brasil . Acesso em 20 de julho de 2019, disponível em https://br.sputniknews.com/opiniao/2019071914240983-maior-organizacao-criminosa-do-mundo-se-alia-a-maior-faccao-criminosa-do-brasil/

TOGNOLLI, C. J. (15 de Dezembro de 2009). Gangues dos EUA ajudam PCC e CV, diz relatório. Consultor Jurídico. São Paulo, São Paulo, Brasil. Acesso em 20 de julho de 2019, disponível em https://www.conjur.com.br/2009-dez-15/pcc-comando-vermelho-usam-gangues-prestam-servicos-alqaeda

TOMAS, K., & SOARES, W. (08 de Março de 2017). Polícia prende integrantes da máfia chinesa em SP por suspeita de assassinato, sequestro e extorsão. G1 São Paulo. São Paulo, São Paulo, Brasil. Acesso em 20 de Julho de 2019, disponível em https://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/policia-prende-integrantes-da-mafia-chinesa-em-sp-por-suspeita-de-assassinato-sequestro-e-extorcao.ghtml

UNODC. (2019). Global Study on Homicide. Vienna: United Nations.

UNODC. (2019). World Drug Report 2019 (2019 ed., Vol. 2). (D. f. Crime, Ed.) Viena, Áustria: Nações Unidas. Acesso em 11 de julho de 2019, disponível em https://wdr.unodc.org/wdr2019/prelaunch/WDR19_Booklet_2_DRUG_DEMAND.pdf

VARGAS, A. (07 de Dezembro de 2018). O Hezbollah pode dominar o PCC. Isto é. São Paulo, São Paulo, Brasil. Acesso em 20 de julho de 2019, disponível em https://istoe.com.br/o-hezbollah-pode-dominar-o-pcc/

VEJA. (10 de Dezembro de 2018). Ministério Público aponta ligação entre o PCC e a Máfia Italiana. (Veja, Ed.) São Paulo, São Paulo, Brasil. Acesso em 20 de julho de 2019, disponível em https://veja.abril.com.br/politica/ministerio-publico-aponta-ligacao-entre-pcc-e-mafia-italiana/




DOI: http://dx.doi.org/10.31412%2Frbcp.v10i2.624

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

e-ISSN: 2318-6917 || p-ISSN: 2178-0013 || ISSN-L: 2178-0013

                                                                                                          ANP Editora     OAI PMH Metadata (Open Archives)