Isenção Política na Polícia Federal: A autonomia em suas dimensões administrativa, funcional e orçamentária

Autores

  • Guilherme Cunha Werner

DOI:

https://doi.org/10.31412/rbcp.v6i2.383

Resumo

O foco do presente estudo é analisar sob uma perspectiva renovada a importância do reconhecimento da autonomia para o Departamento da Polícia Federal no exercício de sua função constitucional de Polícia Judiciária da União. A partir da análise minuciosa das formas de desconstrução das Instituições no Estado Democrático, sistematizadas em três grupos, quais sejam: apoderamento, usurpação e desestruturação, constrói-se argumentos fortes para fundamentar a necessidade do reconhecimento da autonomia em suas três dimensões: - administrativa, funcional e orçamentária - com o fim de buscar o fortalecimento institucional e seu necessário insulamento para ajudar a superar problemas gerados pelas crises política, econômica e ética no Brasil e, assim, garantir uma atuação independente, republicana, eficiente, isenta e imparcial. Ao final, há a apresentação de sugestão de medidas de caráter urgente que
devem ser providenciadas para atingir este objetivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

"10/12/2015"

Como Citar

WERNER, G. C. Isenção Política na Polícia Federal: A autonomia em suas dimensões administrativa, funcional e orçamentária. Revista Brasileira de Ciências Policiais, Brasília, Brasil, v. 6, n. 2, p. 17–63, 2015. DOI: 10.31412/rbcp.v6i2.383. Disponível em: https://periodicos.pf.gov.br/index.php/RBCP/article/view/383. Acesso em: 30 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos