O Emprego das Fontes Abertas no Âmbito da Atividade de Inteligência Policial

Sara Souza Leite

Resumo


O presente trabalho discorre sobre o emprego das fontes abertas na atividade de inteligência policial. Nos últimos anos, houve um avanço considerado nos sistemas de comunicação e tecnologia, o que causou uma mudança de paradigmas na área da inteligência. Todavia, o serviço de inteligência no Brasil não acompanhou esse movimento, mantendo um padrão que não atende mais a todas as demandas. Essa pesquisa demonstra que é imperiosa a reforma nas estruturas das comunidades de inteligência, a fim de investir e desenvolver uma área voltada para o serviço de Open Source Intelligence (OSINT). Trata-se de uma análise sobre os objetivos e as necessidades atuais decorrentes do serviço de inteligência policial, a função da OSINT na atividade de inteligência policial, o valor de uma fonte aberta, seus atributos e suas limitações, breve histórico da atividade de inteligência de fontes abertas nos EUA e como as fontes abertas poderiam ajudar na prevenção da corrupção.

Palavras-chave


Fonte aberta; Open Source Intelligence (OSINT); Limitações; Prevenção da corrupção

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31412%2Frbcp.v5i1.193

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

e-ISSN: 2318-6917 || p-ISSN: 2178-0013 || ISSN-L: 2178-0013

                                                                                                          ANP Editora     OAI PMH Metadata (Open Archives)