Segurança multidimensional nas fronteiras brasileiras: a capacidade disruptiva do programa V.I.G.I.A.

Autores

  • Rafael Ferro Angelo Polícia Federal, Brasília-DF, Brasil / Agente de Polícia Federal <p> Escola Nacional de Administração Pública, Brasília-DF, Brasil / Mestrando https://orcid.org/0000-0001-7560-4587

DOI:

https://doi.org/10.31412/rbcp.v13i10.968

Palavras-chave:

fronteira, metodologia F3EAD, inteligência, produção do conhecimento, políticas públicas

Resumo

Este artigo busca analisar a interface ocorrida entre as atividades de Inteligência e Operacionais em faixas de fronteira no contexto do programa V.I.G.I.A. O objetivo principal é a identificação dos processos disruptivos de criação e conversão do conhecimento existentes. Como objetivos acessórios objetiva a formalização acadêmica do programa e a identificação dos fluxos informacionais oriundos da adoção da metodologia F3EAD, notadamente os associados à interface entre atividades de Inteligência e operacionais em regiões de fronteiras e divisas. Metodologicamente, adota uma abordagem predominantemente qualitativa de caráter exploratório-explicativo, valendo-se de pesquisa bibliográfica-documental. Assim, busca evidenciar impactos do programa sobre a criminalidade organizada em termos financeiros, e empreende esforços no apontamento de um constructo doutrinário-legal na identificação dos fenômenos descritos. Conceitualmente, investiga elementos constituintes do programa V.I.G.I.A.; da metodologia F3EAD; das atividades de Inteligência e de Operações Especiais. Busca, ainda, um melhor entendimento informacional do programa, pela justaposição de teorias do conhecimento aos conceitos anteriores.  Ao final, conclui pela existência de diretrizes capazes de integrar conhecimentos a nível tácito e operacional, viabilizando um assessoramento oportuno e a formulação de uma identidade específica de fronteiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Ferro Angelo, Polícia Federal, Brasília-DF, Brasil / Agente de Polícia Federal <p> Escola Nacional de Administração Pública, Brasília-DF, Brasil / Mestrando

Mestrando em Avaliação e Monitoramento de Políticas Públicas - ENAP (2022-). Especialista em Ciências Policiais - Coordenação Escola Superior de Polícia da PF (2020-2022). Pesquisador do grupo de pesquisa e desenvolvimento em Inteligência Policial, Análise Criminal e Estratégias de Prevenção à Criminalidade (ANP/PF). MBA Executivo em Coaching - UCAM (2019-2020). Bacharel em Administração - UFRJ (2005-2010). Servidor Público Federal. 

Referências

BOSQUILHA, Alessandra; CORRÊA Marlene L. P.; VIVEIRO, Tânia C. N. G.; Minimanual compacto e Matemática: teoria e prática. 2. ed. São Paulo: Rideel, 2003. Disponível em: https://pt.calameo.com/books/004465116d8e2284ebc41 Acesso em 06 nov. 2021.

BORDIGNON, Fabiano. 1996-2021 - Os 25 anos do Comando Tripartite: exemplo de cooperação policial local em Fronteiras. Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras. IDESF: 2021. Disponível em: https://www.idesf.org.br/wp-content/uploads/2021/05/25-anos-do-Comando-Tripartite-Prof.-Fabiano-Bordignon.pdf. Acesso em: 25fev.2022

BETTINI, Eduardo. M. Comparativo das apreensões dos principais indicadores no âmbito do programa vigia – Operação Hórus (mai19-ago20). Brasília, 2020a.

BETTINI, Eduardo. M. O programa V.I.G.I.A. e a segurança multidimensional nas fronteiras. Coordenação-Geral de Fronteiras. Diretoria de Operações. Secretaria de Operações Integradas. Ministério da Justiça e Segurança Pública, 2020b.

BRASIL. Congresso Nacional. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, 1988.

BRASIL. Decreto n° 5015, de 12 de março de 2004. Promulga a Convenção das Nações Unidas contra o Crime Organizado Transnacional. Brasília: 2018a. Disponível em:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/decreto/d5015.htm. Acesso em: 01nov.2021

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. IBGE apresenta nova área territorial brasileira: 8.515.767,049 km². Brasília, 2012. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/14318-asi-ibge-apresenta-nova-area-territorial-brasileira-8515767049-km. Acesso em: 11 nov. 21.

BRASIL. Decreto nº 8.793, de 28 de junho de 2016. Fixa a Política Nacional de Inteligência, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil: Brasília, DF, 2016a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2016/Decreto/D8793.htm. Acesso em: 27 out.2021

BRASIL. Decreto Nº 8.903, de 16 de novembro de 2016. Institui o Programa de Proteção Integrada de Fronteiras e organiza a atuação de unidades da Administração pública federal para sua execução. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 2016b. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/decreto/D8903.htm Acesso em: 28 out. 2021.

BRASIL. Gabinete de Segurança Institucional. Doutrina Nacional da Atividade de Inteligência: Fundamentos Doutrinários. Brasília: ABIN, 2016c.

BRASIL. Decreto de 15 de dezembro de 2017. Aprova a Estratégia Nacional de Inteligência. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil: seção 1, Brasília, DF, n. 42, p. 2-5, 2017. Disponível em: https://www.gov.br/abin/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/ENINT.pdf. Acesso em: 28 out. 2021.

BRASIL. Decreto n° 9527, de 15 de outubro de 2018. Fixa a Força-Tarefa de Inteligência para o enfrentamento ao crime organizado no Brasil. Brasília: 2018a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/decreto/D9527.htm Acesso em: 01nov.2021

BRASIL. Departamento de Polícia Federal. Manual de Doutrina de Inteligência Policial. Brasília: 2018b.

BRASIL. Governo Federal. Primeiro Centro Integrado de Operações de Fronteira é inaugurado em Foz do Iguaçu. Disponível em: https://www.gov.br/pt-br/noticias/justica-e-seguranca/2019/12/primeiro-centro-integrado-de-operacoes-de-fronteira-e-inaugurado. Acesso em: 25fev.2022

BRASIL. Agência Brasil. IBGE atualiza municípios de fronteira e de frente ao mar. Agência Brasil, 2020. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2021-07/ibge-atualiza-municipios-de-fronteira-e-de-frente-ao-mar. Acesso em 11 nov.21

BRASIL. Decreto Nº 10.777, de 24 de agosto de 2021. Institui a Política Nacional de Inteligência de Segurança Pública. Presidência da República, Brasília: 2021a. Disponível em: https://www.in.gov.br/web/dou/-/decreto-n-10.777-de-24-de-agosto-de-2021-340717199. Acesso em: 21 out. 2021

BRASIL. Governo Federal. Programa reduzirá desigualdades nas fronteiras brasileiras. 2021b. Disponível em: https://www.gov.br/pt-br/noticias/transito-e-transportes/2021/01/programa-reduzira-desigualdades-nas-fronteiras-brasileiras. Acesso em: 11nov.21

BRASIL. Governo Federal. Ministério da Justiça e Segurança Pública. Programa VIGIA completa dois anos e chega a mil agentes de segurança pública protegendo as fronteiras e divisas. Brasília, 2021c. Disponível em: https://www.gov.br/mj/pt-br/assuntos/noticias/programa-vigia-completa-dois-anos-e-chega-a-mil-agentes-de-seguranca-publica-protegendo-as-fronteiras-e-divisas-do-pais Acesso em: 28 out. 2021.

BRASIL. Governo Federal. Cresce o número de apreensões de drogas em um ano. 2021d. Disponível em: https://www.gov.br/pt-br/noticias/justica-e-seguranca/2021/06/cresce-o-numero-de-apreensoes-de-drogas-em-um-ano. Acesso em: 01nov.2021

DEPARTMENT OF HOMELAND SECURITY. National network of fusion centers fact sheet. DHS: 2021 Disponível em: https://www.dhs.gov/national-network-fusion-centers-fact-sheet. Acesso em 25fev.2022

FAINT, Charles.; HARRIS, Michael. F3EAD: Ops/Intel Fusion “Feeds” the SOF Targeting Process. 2012. Disponível em: https://smallwarsjournal.com/jrnl/art/f3ead-opsintel-fusion-%E2%80%9Cfeeds%E2%80%9D-the-sof-targeting-process. Acesso em: 05 out. 2021.

FRANÇA, Rafael. Controle de fronteiras no Brasil. São Paulo: Editora Estante Acadêmica, 2018.

GIL, Antônio. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2017

HOLANDA, Lucyanno M. C.; FRANCISCO, Antonio C. de; KOVALESKI, João L. A percepção dos alunos do mestrado em engenharia de produção sobre a existência de ambientes de criação do conhecimento. Ci. Inf., Brasília, v. 38, n. 2, p. 96-109, maio/ago. 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ci/a/GbQXXHfjWcysgwFr7PfqKSQ/?lang=pt&format=pdf. Acesso em: 05nov.2021

KENT, Sherman. Strategic Intelligence. Archon Books: 1965. Disponível em: https://archive.org/details/in.ernet.dli.2015.86810/page/n17/mode/2up. Acesso em 21 out.2021.

MCRAVEN, William H. The Theory Of Special Operations. Naval Postgraduate School. Monterey. California: June 1993. Disponível em: https://calhoun.nps.edu/handle/10945/14838. Acesso em: 01 out. 2021.

MERTENS, Fábio A. The Benefits Of Implementing ILP In The Ports Cocaine Trafficking Investigations And Crime Prevention In Brazil. Revista Brasileira de Ciências Policiais, Brasília, v. 12, n. 4, p. 101-121, jan/abr 2021.

NONAKA, Ikujiro; TAKEUCHI, Hirotaka. Criação do conhecimento na empresa – como as empresas japonesas geram a dinâmica da inovação. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

NONAKA, Ikujiro; TOYAMA, Ryoko; KONNO, Noboru. SECI, ba and leadership: a unified model of dynamic knowledge creation. Managing knowledge an essential reader. Londres: Sage Publications, 2002.

OWEN, Marc. Não Há dia fácil. São Paulo: Paralela, 2012

REDHAT. O Que é data lake? RedHat, 16set.2019. Disponível em: https://www.redhat.com/pt-br/topics/data-storage/what-is-a-data-lake. Acesso em 25 fev. 2022

SILVA, Elzio V. D. Operações Especiais de Polícia Judiciária. 1. Ed. São Paulo: Novo Século,2017.

UNODC. United Nations Office on Drugs and Crime. World Drug Report 2021. Disponível em: https://www.unodc.org/unodc/en/data-and-analysis/wdr2021.html. Acesso em 23 nov. 2021.

FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA. Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2020. FBSP: 2020. Disponível em: https://forumseguranca.org.br/wp-content/uploads/2020/10/anuario-14-2020-v1-interativo.pdf. Acesso em: 30out.2021

TELLES, Ana C.; AROUCA, Luna; SANTIAGO, Raull. Do #vidasnasfavelasimportam ao #nóspornós: a juventude periférica no centro do debate sobre política de drogas. Boletim de Análise Político-Institucional do Ipea – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Brasília, n. 18, p. 107-112, dez, 2018. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/atlasviolencia/arquivos/artigos/4807-181206bapi18cap12.pdf. Acesso em: 13 mar 2021

TZU, Sun. A Arte da Guerra. 10 ed.: 2010. Disponível em: https://www.baixelivros.com.br/literatura-estrangeira/a-arte-da-guerra. Acesso em: 25out.2021

VISACRO, Alessandro. FAZENDO AS COISAS CERTAS: Segurança e Defesa do Estado Moderno. Cadernos de Estudos Estratégicos, p. 49-80, mar. 2019. Disponível em: http://www.ebrevistas.eb.mil.br/CEE/article/view/6725/5821. Acesso em: 22 out. 2021.

VISACRO, Alessandro. Superando o Caos A função de Combate Comando e Controle além da Tecnologia da Informação. Military Review, p. 70-88, jul.-ago. 2015. Disponível em: https://www.armyupress.army.mil/Portals/7/military- review/Archives/Portuguese/MilitaryReview_20150831_art011POR.pdf Acesso em 25 fev. 2022

VON CLAUSEWITZ, Carl. On war. Princeton University Press, 1984.

Publicado

"30/09/2022"

Como Citar

ANGELO, R. F. . Segurança multidimensional nas fronteiras brasileiras: a capacidade disruptiva do programa V.I.G.I.A. Revista Brasileira de Ciências Policiais, Brasília, Brasil, v. 13, n. 10, p. 355–394, 2022. DOI: 10.31412/rbcp.v13i10.968. Disponível em: https://periodicos.pf.gov.br/index.php/RBCP/article/view/968. Acesso em: 29 nov. 2022.