Racionalidade Substantiva em Unidades de Perícia Criminal Federal Contábil-Financeira

Rafael Sousa Lima, Andrea de Oliveira Gonçalves

Resumo


A racionalidade é uma característica inerente aos seres humanos. Diz-se que o homem tem uma ação racional quando há uma correspondência ótima entre fins e meios. No entanto, estudos indicam que a racionalidade não é pautada apenas pela maximização da satisfação e minimização dos custos. Tomadas de decisão também são fundamentadas em aspectos éticos e valores intrínsecos dos seres humanos. Nesse contexto, a presente pesquisa buscou mensurar a presença da racionalidade substantiva em instituições públicas de perícia criminal contábil-financeira, uma vez que há o entendimento popular de que esses profissionais atuariam apenas com base na racionalidade instrumental.


Palavras-chave


Racionalidade; Instrumental; Substantiva; Organizações; Perícia; Criminal

Texto completo:

PDF

Referências


BAERT, Patrick. Algumas limitações das explicações da escolha racional na Ciência Política e na Sociologia. In Revista Brasileira de Ciências Sociais. Número 35, 1997.

CROZIER, Michel. O Fenômeno Burocrático. Brasília: Universidade de Brasília, 1981.

ELSTER, Jon. Sour grapes: Studies in the subversion of rationality. New York: Cambridge University Press, 1983.

ESPÍNDULA, Alberi. Perícia Criminal e Cível: uma visão geral para peritos e usuários da perícia. Campinas: Millennium Editora, 2006.

GUERREIRO RAMOS, Alberto. A nova ciência das organizações: uma reconceituação da riqueza das nações. Traduzido por Mary Cardoso. Rio de Janeiro: FGV, 1989.

HAIR, Jr., Joseph F. et al. Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Traduzido por Lene Belon Ribeiro. Porto Alegre: Bookman, 2005.

MANNHEIM, Karl. Men and society in na age of reconstruction. New York: Harcourt, Brace & World, 1940.

MASSON, Cleber R. Direito Penal Esquematizado – Parte Geral. São Paulo: Método, 2009.

MEIRELES, Fernando. Teoria da Escolha Racional: Limites e Alcances Explicativos. In Revista Eletrônica de Ciências Sociais. Número 22: 52-61, 2012.

PASSERI, Edgard L. A racionalidade substantiva na gestão empresarial. In Revista CADE. Número 2: 46-53, 2003.

SERVA, Maurício R. Racionalidade e organizações: o fenômeno das organizações substantivas. Tese de Doutorado apresentada ao Curso de Pós-Graduação da EAESP/FGV. São Paulo: FGV, 1996.

SOUZA, Washington J. et al. Entre a Racionalidade Instrumental e a Racionalidade Substantiva: Estudo Sobre o Dilema Central do Trabalho Cooperativo. In Anais do Seminário Internacional de Educação Intercultural, Gênero e Movimentos Sociais. Florianópolis: 2003.

VERGARA, Sylvia. Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas, 2009.

WEBER, Max. Economia e Sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. Traduzido por Regis Barbosa e Karen Elsabe Barbosa. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.31412%2Frbcp.v11i2.597

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

e-ISSN: 2318-6917 || p-ISSN: 2178-0013 || ISSN-L: 2178-0013

                                                                                                          ANP Editora     OAI PMH Metadata (Open Archives)